Seguidores

links de visualização dinamica

Modo de visualização: Classic| Flipcard | Magazine | Mosaic | Sidebar | Snapshot | Timeslide

sexta-feira, 28 de abril de 2017

"Encontrando uma Maior Esperança"

Tímido, alvo de gozação, deprimido. Essas não são palavras que geralmente associamos a medalhistas olímpicos. Mas foi exatamente isso que Trevor Marsicano viveu enquanto crescia.

Na oitava série, quando os medicamentos falharam no alívio da depressão, Marsicano quase deu fim a sua vida na oitava série. Mas a falta de esperança o levou a rconhecer sua necessidade de algo diferente.

Ele disse: "Eu iria precisar de mais esperança do que as pessoas estavam me oferecendo."

E logo encontrou essa esperança em um panfleto que ele pegou em uma igreja. O folheto falava sobre uma esperança que pode ser encontrada na pessoas que depositam sua fé em Jesus Cristo como seu Salvador. Isso é exatamente o que ele precisava.

Marsicano encontrou uma esperança que não muda, independente do que acontece na nossa vida. Essa esperança é encontrada em ter um relacionamento com Jesus.

Nessa mesma época, ele tomou uma outra decisão. Depois de passar a maior parte de sua vida em cima de patins e com um taco nas mãos, Marsicano trocou o róquei pela patinação de velocidade. Aos 19 anos de idade, ele se tornou o competidor mais jovem a ganhar uma medalha de ouro em um campeonato de sua modalidade e ainda acrescentou uma medalha Olímpica de prata em 2010.

Apesar de seu sucesso, Marsicano continuava com suas lutas. Mais cedo em sua carreira, correu um grande risco de morte, quando um jogador escorregou e cortou a perna de Marsicano. Ele perdeu metade do sangue de seu corpo e sua carreira como atleta ficou por um triz.

Logo após as Olimpíadas, várias contusões o atormentaram e sua performance sobre o gelo sofreu uma queda. Mas, Marsicano sabia que não estava sozinho para enfrentar as coisas.

"Eu tenho que depender e descansar que Deus irá me tirar dessa e me ajudar a alcançar meu sonho, "  disse Marsicano.

Perguntas: De onde vem sua esperança? (Em suas habilidades? Em sua estabilidade financeira? Em seu país? Ou em alguma outra coisa?) Essas são coisas que sempre estarão presentes? Você acredita que a esperança que encontramos em Jesus pode sustentá-lo?

Oração: Pai, eu preciso de Ti. Preciso do tipo de esperança que só o Senhor pode dar. Por favor, me mostre o que siginifica encontrar essa esperança somente no Senhor. Perdoe meus pecados e me encha dessa esperança.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

"Conversas Temperadas"

As faculdades trazem um desafio para os jovens cristãos. Possivelmente, pela primeira vez, os estudantes serão expostos a opiniões de impacto, que não se alinham com suas opiniões.

Missy Franklin teve essa experiência quando tentava nadar em nível universitário. Ela descobriu que muitas das verdades espirituais que havia aprendido, não eram as verdades de seus atuais companheiros de classe e professores.

Ela teve que tomar um decisão. Será que ela deveria se afastar das pessoas e dos conflitos para proteger a ela e a sua fé, ou, esquecer as verdades espirituais que havia aprendido antes da faculdade, e se enfiar de cabeça nas amizades com os alunos e professores, mostrando a eles seu amor e respeito? 

Missy escolheu fazer parte de um grupo de cristãos que a ajudaria em seu andar com o Senhor, e que também, acreditava nas mesma coisas que ela.

"Eu amo entrar em conversas sérias sobre Deus," diz ela. Eu amo ter pessoas que me desafiem e que me falem de suas crenças. Para mim, é muito interessante, pois sinto que isso me ajuda a crescer em meu relacionamento com Deus.

Missy descobriu que ela não só poderia fazer amizades nessas discussões, mas também, que podia crescer em seu conhecimento e amor do Senhor. Ela pegava as perguntas e questionamentos das conversas com seus amigos, e as fazia depois, para ela mesma responder. Ela aprendeu a usar aquilo que estava experimentando e descobrindo em seu relacionamento com Deus e então, passar a informação como respostas aos seus amigos.

"Ter essas perguntas, realmente te ajuda a buscar mais profundamente, ao contrário de só ficar em um nível superficial em seu relacionamento com Deus." diz Missy. "Eu sinto que você perde uma parte do crescimento, quando você se cerca somente de pessoas que irão concordar com você o tempo todo."

Perguntas: Você tem se envolvido em conversas e amizades que irão te desafiar a entender melhor o que você crê? Você responde com sabedoria e educação, quando é questionado com a fé de outra pessoa? Como você pode se conectar e amar aqueles que ainda não conhecem a Jesus?

Oração: Senhor, me ajude a reagir bem quando eu sinto estar sendo atacada ou desfiada em minhas conviccões. Quero dar mais valor as pessoas e aos relacionamentos do que a "vencer" um argumento. Peço que me dê de Sua sabedoria e Suas palavras, quando interagir com aqueles que não te conhecem, para que eu possa mostrar a eles Seu grande amor.

A Recompensa de ser Humilde

Kevin Durant, sabe um pouco sobre holofotes. Como jogador MVP e All Star da NBA, e ganhador do ouro Olímpico, Durant é sem dúvida, um dos melhores jogadores de basquete do mundo.

Com todo esse sucesso, seria fácil aceitar o louvor e a exaltação dos seu admiradores. Muitas celebridades se tornam vítmas do excesso de atenção que recebem. Mas não Durant.

A vida de Durant começou com um difícil histórico. Seu pai foi embora quando ele era bem pequeno, deixando ele e três irmãos aos cuidados de sua mãe e de sua avó. Quando estava no Ensino Médio, seu técnico e grande exemplo de vida, Charles Craig, foi assassinado.

Apesar das diversidades, Durant foi o segundo melhor aluno em 2006 e desde então, se tornou astro.

Em meio a todo seu sucesso e de toda a atenção que recebia, Durant não se esqueceu da importância de se manter humilde. Ele se lembra, "quando eu tinha uns dezesseis anos, eu comecei a crescer como jogador e a ser reconhecido pelas pessoas, e deixei que isso subisse a minha cabeça...e precisou ter uma partida, onde joguei muito mal, em frente de muitos técnicos bons, para que eu acordasse.

Durant demonstra humildade dentro e fora da quadra, respeitando os outros jogadores, falando modestamente com os repórteres, e doando muito do seu dinheiro para pessoas necessitadas. Ele até rejeitou um apelido que o exaltava e pediu que o chamassem então, de "O servo". Ele não pensa sobre ele além do que convém, porque ele vê a Deus como o Senhor de sua vida, e não ele.

"Eu li na Bíblia, que humildade é a chave, e isso é o que busco ser todos os dias," diz Durant. 

Perguntas: Como você descreveria humildade? Você a vê como algo bom ou ruim? Você manda em sua vida ou você a submete a Deus? Como isso afeta a você e aos que estão ao seu redor?

Oração: Deus, o Senhor é Soberano. O Senhor me fez como eu sou e tem me abençoado muito. Me perdoe do meu orgulho. Perdoe quando me coloco acima dos outros e penso mais de mim do que convém. Me ajude a encontrar alegria em buscá-lo mais do que a mim mesmo. Amém.."
Kevin Durant, sabe um pouco sobre holofotes. Como jogador MVP e All Star da NBA, e ganhador do ouro Olímpico, Durant é sem dúvida, um dos melhores jogadores de basquete do mundo.

Com todo esse sucesso, seria fácil aceitar o louvor e a exaltação dos seu admiradores. Muitas celebridades se tornam vítmas do excesso de atenção que recebem. Mas não Durant.

A vida de Durant começou com um difícil histórico. Seu pai foi embora quando ele era bem pequeno, deixando ele e três irmãos aos cuidados de sua mãe e de sua avó. Quando estava no Ensino Médio, seu técnico e grande exemplo de vida, Charles Craig, foi assassinado.

Apesar das diversidades, Durant foi o segundo melhor aluno em 2006 e desde então, se tornou astro.

Em meio a todo seu sucesso e de toda a atenção que recebia, Durant não se esqueceu da importância de se manter humilde. Ele se lembra, "quando eu tinha uns dezesseis anos, eu comecei a crescer como jogador e a ser reconhecido pelas pessoas, e deixei que isso subisse a minha cabeça...e precisou ter uma partida, onde joguei muito mal, em frente de muitos técnicos bons, para que eu acordasse.

Durant demonstra humildade dentro e fora da quadra, respeitando os outros jogadores, falando modestamente com os repórteres, e doando muito do seu dinheiro para pessoas necessitadas. Ele até rejeitou um apelido que o exaltava e pediu que o chamassem então, de "O servo". Ele não pensa sobre ele além do que convém, porque ele vê a Deus como o Senhor de sua vida, e não ele.

"Eu li na Bíblia, que humildade é a chave, e isso é o que busco ser todos os dias," diz Durant. 

Perguntas: Como você descreveria humildade? Você a vê como algo bom ou ruim? Você manda em sua vida ou você a submete a Deus? Como isso afeta a você e aos que estão ao seu redor?

Oração: Deus, o Senhor é Soberano. O Senhor me fez como eu sou e tem me abençoado muito. Me perdoe do meu orgulho. Perdoe quando me coloco acima dos outros e penso mais de mim do que convém. Me ajude a encontrar alegria em buscá-lo mais do que a mim mesmo. Amém.

terça-feira, 25 de abril de 2017

"Uma Segunda Chance"

Nossa história e celebração não param na Páscoa. Esse é o problema com feriados, passamos para o dia seguinte para o mundo real e então somos deixados com esta névoa "Mas e agora?" Hoje é tudo sobre como vamos adiante em nossa crença de que Jesus conquistou a maldição do pecado, trazendo para nós vida nova Nele.

Lembra de Pedro? No início da semana lemos sobre sua traição a Jesus quando O negou três vezes. Hoje o vemos com Jesus de novo.

Leia João 21:15-19.

Jesus pergunta a Pedro sobre seu amor. Eu não acho que essa questão fosse para Jesus, mas para Pedro. Acho que Jesus estava dando a chance para, três vezes preste atenção, afirmar seu amor por Cristo. Três vezes Jesus respondeu como Pedro poderia mostrar seu amor por Ele: "Alimenta meus cordeiros," "apascenta minhas ovelhas," e "alimenta minhas ovelhas."

A maneira que mostramos e dizemos a Jesus que O amamos não é com nossas palavras. Qualquer um pode usar uma cruz no colar, veja o perfil dos cristãos no Facebook, ou vá à igreja no domingo. Jesus diz que para amá-Lo precisamos cuidar de Suas ovelhas (povo).

Ele não pediu a Pedro apenas para amar as pessoas; Ele lhe deu mais uma instrução:

Leia novamente João 21:19.

Ele disse a Pedro para segui-Lo. Que linda a figura de Jesus como nosso Redentor. Não importou se pedro tirou os olhos Dele quando andava sobre as águas. Não importou se Pedro negou a Cristo, não apenas uma vez mas três vezes. Jesus estendeu a Pedro o convite para segui-Lo novamente.

"O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir. Eu vim para que tenham vida e a tenham plenamente. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas."
-Jesus (João 10:10-11)

Jesus sabe tudo sobre você—todas as maneiras que o ladrão (satanás) tem roubado, matado e destruído em sua vida—e Jesus te ama de qualquer maneira e deseja plenamente vida para você.

Para encerrar esta Semana Santa, assista este vídeo de Isaac Wimberley lendo seu poema "Beauty": https://www.youtube.com/watch?v=Jx5noFGH0bQ.

Você é lindo por causa do Seu amor—Sua vida, morte e ressurreição! Vá e viva a vida plenamente seguindo a Jesus e amando Suas ovelhas!

"Agora isso é viver"

Deus tem um sonho para este mundo, e você é convidado a ser parte disso. É um sonho irresistível que Deus tem para toda eternidade. É um sonho para sua vida, sua comunidade e para o mundo inteiro.

O sonho de Deus é que você possa viver cada segundo da sua existência com a confiança que Ele te ama apaixonada e inexplicavelmente. Seu sonho é que você possa se arriscar em amar outros porque sabe que Deus arriscou tudo ao amar você.

Esse é o motivo do despertar final da jornada de encontrar seu caminho de volta a Deus, é o despertar para a vida. Quando realmente despertamos para a nova vida que Deus nos oferece em casa com Ele, nós vemos a possibilidade para um futuro completamente diferente. Nós exclamamos, "Agora isso é viver!" mas sabemos que 'viver' significa algo diferente agora. Significa viver uma vida que é melhor, maior e com mais significado do que nunca.

Sua nova caminhada com Jesus é uma jornada que você nunca precisa viajar sozinho. Você nunca mais vai precisar viver longe do seu Pai Celestial de novo. Se você se encontra à deriva em complacência procurando por substitutos, pensando que tem todas as respostas que precisa para si mesmo... você sabe o que fazer.

Volte para a vida que é realmente viver! Você sabe o caminho e a casa é onde você sempre esteve.

Esteja preparado nos próximos anos para um estilo de vida que é diferente de qualquer coisa que você pensava ser possível quando deu meia volta na pista naquele dia e pediu ajuda ao Pai. O despertamento à vida traz com ele influência e oportunidades inesperadas. Como pode ser? Porque Cristo está vivo em você, e isso muda simplesmente tudo. Agora você pode trazer esperança para onde havia desânimo. Agora você pode mostrar aos prisioneiros o caminho à liberdade. Agora você pode ser luz na escuridão.

E isso é viver!

Ache seu lugar na comunidade de outros filhos e filhas gratos do Pai. Conecte, aprenda e trabalhe com eles para fazer diferença para o bem em casamentos, lares, escolas, locais de trabalho e comunidades.

Vamos nos manter ajudando outros a acharem seus caminhos de volta a Deus. Ali é onde a verdadeira celebração está esperando.

Quando você olha para trás nesse devocional de cinco dias, que "despertamento" produz em você? Qual o próximo passo que acredita que Deus está te chamando a dar?

domingo, 23 de abril de 2017

"Deus me ama profundamente, apesar de tudo”

Nesta experiência única de nova vida com o Pai, o próximo passo pode fazer você se sentir como se tivesse dado um passo para trás. Deus está oferecendo algo que você tem buscado e, de fato, precisa—seu verdadeiro lar. Mas algo dentro de você parece querer resistir a isso. Ser bem recebido em casa por seu Pai Celeste e em Sua família—sem maiores perguntas—parece ser totalmente irrealista para alguém que se pergunta se não foi longe demais.

Nós chamamos este estágio de jornada do seu despertar para o amor. Neste ponto começamos a dizer, "eu não mereço isso". Deus nos aceitar parece inacreditável. Mas o que Deus fala e faz é tão oposto ao que pensamos merecer que então somos movidos para a mais maravilhosa verdade: "Deus me ama profundamente, apesar de tudo".

Você pode ver o motivo de dizermos que um movimento de batalha espiritual acompanha nossa jornada para casa. Temos todo um conjunto de convicções sobre nós mesmos, mas Deus tem outro. Nós olhamos para um passado cheio de fracassos e vergonha e Ele olha para quem somos com amor e compaixão.

Este é o motivo de nos sentirmos tão impressionados com esta revelação. Nós então percebemos, talvez pela primeira vez, que nenhum de nós merece uma segunda chance, que não merecemos sermos perdoados, e certamente não merecemos ser amados incondicionalmente. Mas nós somos! Você é! Você não merece, mas Deus o ama mesmo assim.

Se você é como a maioria de nós, você conhece a trilha sonora da vergonha. Uma voz que diz: "você não tem valor, você não merece ser amado". O mesmo sussurro diz: "Sem mais chances para você!". A vergonha traz condenação, e então encontramos a graça, e nos vemos arrependidos dizendo: "Eu não mereço isso".

Não permita que seus erros passados e fracassos definam você. Essa é a voz da vergonha. Você não é o que fez ou deixou de fazer. Você não é o que fizeram com você. Você é o que Deus diz que você é. Seu filho.

Você sente uma guerra espiritual dentro de você? Se sim, como você a descreve?

"Ressurreição"

Hoje celebramos que Jesus não apenas morreu na cruz—Ele ressuscitou dentre os mortos! O que era punição e silêncio (a morte de Jesus na cruz) tornou-se nossa liberdade porque o túmulo não pôde segurá-lo.

Leia João 20:1-29.

Ele está vivo. Ele não está morto. Alguém mais acha isso muita loucura? Apenas um dia atrás Ele estava morto, envolto nas roupas de sepultamento e fechado em um túmulo.

É aqui que o Cristianismo deixa de ser apenas ideias de um bom professor—para uma mudança de vida através da fé. Se a vida de Jesus tivesse sido apenas sobre seu ensino, seu amor, pessoas e cura de enfermos Ele seria lembrado  apenas por essas coisas. Mas isso não aconteceu. O mundo inteiro foi transformado porque Ele não permaneceu morto. O que Ele disse e o que os Profetas disseram foi tudo verdade. A ressurreição de Jesus dos mortos acabou com a maldição do pecado que havia sobre nós!

Isso parece besteira, certo? Se confiarmos apenas em nossas próprias habilidades, possivelmente não conseguiremos entender isso. Paulo nos encoraja em 1 Coríntios 2:5, "Portanto, a fé que vocês têm não se baseia na sabedoria humana, mas no poder de Deus."

Numa percepção humana a morte de Jesus na cruz, sua ressurreição, e a redenção de toda a humanidade do peso do pecado, bem, isso é insanidade. Mas Deus. (Eu amo essas duas palavras) Nosso Deus não era simplesmente qualquer homem morrendo em uma cruz, Ele era Jesus—plenamente homem e plenamente Deus. Se Ele era simplesmente um homem então sua morte na cruz terá sido apenas a perda de um ótimo professor e defensor dos pobres e doentes.

Ele não era apenas homem, Ele era também plenamente Deus—O Filho de Deus!

É isso o que faz a Páscoa ter um significado maior do que apenas o que a nossa cultura nos ensina. Jesus morreu por você, mas Ele também ressuscitou por você. Ele não apenas pagou o preço pelos seus pecados; Ele veio para nos dar nova vida!

Isso é o que Ele vai fazer se decidirmos crer na Cruz e no túmulo vazio: "Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho, e já chegou o que é novo.”  (2 Coríntios 5:17)

Separe um tempo hoje para celebrar, da sua maneira,
por tudo o que Jesus fez por você!

Existem poucas canções que representam melhor a história da Páscoa do que "Man of Sorrows" da Hillsong:
https://www.youtube.com/watch?v=C6jXqdtZi10

sábado, 22 de abril de 2017

"Não posso fazer isso sozinho"

Não importa onde estamos hoje em nossa jornada de encontrar o caminho de volta a Deus, todos nós temos coisas em nossas vidas que ainda nos prendem. Para alguns é uma atividade secreta ou hábito que ninguém sabe. Para outros, no entanto, não se trata de algo oculto, mas bastante claro.

E para você, o que é? O que você precisa deixar de lado? Deus raramente coloca algo novo em sua vida até que você tenha deixado de lado o que está velho e quebrado.

Esse é o motivo do próximo passo, além de nos despertar, nos ajuda a não voltar atrás. Este terceiro despertar nos leva a um passo gigante para mais perto de Deus, pois percebemos que não podemos fazer isso sozinhos. O que acontece em seguida?

Nós fazemos um pedido.
Nós temos um diálogo.
Nós caminhamos em um grupo de comunhão.
Nós nos encontramos voltando a fazer parte de uma igreja
Começamos a cair de joelhos e clamar: "Deus, se você é real... !”

Afastando-se de escolhas destrutivas e buscar ajuda é uma parte do arrependimento. Arrependimento é voltar para casa, retornando ao lugar de onde você veio e pertence. Voltar para casa é ser perdoado e receber a certeza da vida após esta vida terrena, assim como encontrar um novo sentido e direção para a vida que você não irá encontrar em nenhum outro lugar. É sobre ter um relacionamento com Deus. É sobre redirecionar sua vida e retornar para onde você verdadeiramente pertence, para onde você foi criado. Quando você se arrepende, Deus muda você. Você se torna uma outra pessoa. A Bíblia diz que o Espírito de Deus vem fazer morada em você, o que irá resultar em uma transformação clara e única.

Tenha em mente que arrependimento não significa sentir-se mal. Pelo contrário, a Bíblia diz que o verdadeiro arrependimento irá conduzir você a "tempos de refrigério" vindos do Senhor. Arrependimento é sobre começar de novo e admitir, "Eu preciso de ajuda". Este chamado ao arrependimento de abandonar nossos pecados e retornar a Deus é para todos.

Este pode ser o dia de sua volta para casa. Então saia de onde você está agora e venha para o lugar em que verdadeiramente você pertence. Não importam as más decisões que você tomou no passado. Deus está dizendo a você, "Não importa o que tenha feito, não importa de onde você veio, isso não importa. Apenas venha para casa.”

Do que você precisa se arrepender hoje? Como o arrependimento pode levar você hoje a "tempos de refrigério" com Deus?

"Silencio"

Hoje é um dia interessante com pouco ou nenhum registro do que ocorreu. Silêncio.

Alguma vez você já encontrou-se confuso com o silêncio de Deus? Sem saber como o próximo movimento poderia ser?

Você não está sozinho. A espera e os caminhos de Deus são muitas vezes imperceptível no momento. Isaías 55:8-9 confirma isso: “’O Senhor Deus diz: Os meus pensamentos não são como os seus pensamentos, e eu não ajo como vocês. Assim como o céu está muito acima da terra, assim os meus pensamentos e as minhas ações estão muito acima dos seus.’”

Fico muito curioso sobre os dias e detalhes que foram deixados de fora na narração da Bíblia. O que as pessoas estavam fazendo? Pensando? Sentindo?

Hoje quero que nos coloquemos em seu lugar, um Salmo que era provável familiar para eles é tudo o que vamos ler hoje:

Leia Salmos 139.

Agora tome algum tempo e deixe Deus te procurar e te conhecer.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

"Eu queria poder recomeçar"

A próxima de nossas descobertas na jornada de volta para Deus nos chama ao despertar para o arrependimento. Você olha para sua vida uma manhã e percebe que com todos os seus melhores esforços, você fez uma confusão das coisas. Você está cheio de desapontamento e remorso. E agora que enxerga as coisas mais claramente você amaria ter uma segunda chance. Mas você não tem certeza se ela virá.

Vamos pensar nisso, porque você teria?

Mas continue conosco.

Dentro de cada um de nós está a convicção que viemos da bondade e amor e que fomos feitos para algo mais. Quando chegamos ao fundo e percebemos a confusão que fizemos com nossa vida, e o que uma vida confusa fez de nós, nossa reação é dizer, "eu queria poder recomeçar."

A coisa boa é que você pode recomeçar. Sua intuição sobre suas origens na bondade e no amor estão absolutamente corretas. Deus te permite recomeçar.

A maioria de nós, quando está pronto a recomeçar, simplesmente quer voltar a vida que tinha antes de tudo ter dado errado. Mas Deus tem outras ideias. Ele não quer só nos ajudar a voltar atrás àquela vida melhor que nós imaginamos. Ele quer nos levar a experimentar um tipo de vida completamente diferente. Não é só o seu futuro que muda quando você acha seu caminho de volta a Deus, mas seu passado e seu presente também.

Você está pronto para acabar com uma sequência de dias vivendo com a dor do passado, sem propósito no presente e sem certeza sobre o futuro? Sua jornada longe do arrependimento e em direção a sua casa em Deus também te leva em direção a uma vida mais profunda e verdadeira—o tipo de vida que te convida a recomeçar hoje e começar a viver da maneira que Deus sempre sonhou que você poderia viver... para sempre.

O que te parece acreditar que Deus permite recomeçar de novo hoje? Como seus pensamentos sobre o futuro mudariam?

quinta-feira, 20 de abril de 2017

"Tem que haver algo mais"

Você Já teve a sensação de estar buscando algo em sua vida que não irá satisfazê-lo completamente? Preste atenção neste sentimento. Ele vem de Deus.

Não estamos falando sobre problemas de abuso de substâncias, pois beber ou buscar em outros vícios são certamente meios fúteis de busca por satisfação. Mas também conhecemos muita "gente boa da igreja" que estão presentes na igreja semanalmente—ou então aqueles que pregam no púlpito para essas pessoas—que se sentem longe de Deus. São pessoas "bem sucedidas","justas", "religiosas" do lado de fora, mas há algo faltando em seu interior. Elas se mantém ocupadas com práticas religiosas, com o trabalho, escola ou família, mas isso simplesmente não é o bastante. Elas anseiam por sentir a presença real de Deus em suas vidas.

Esse desejo é o primeiro despertamento espiritual para todos nós encontrarmos nosso caminho de volta para Deus: "tem que haver algo mais".

Quando você abre espaço para um amor profundo e gratificante, quando procura doar-se para algo que realmente faz a diferença, ou quando procura respostas para as questões mais difíceis da vida, você está procurando por Deus. Então você tem duas opções: continuar procurando preencher estes anseios por si mesmo, ou então olhar para Aquele que te deu estes anseios em primeiro lugar.

Nossa busca por um amor verdadeiro nos leva de volta para o propósito original do homem quando foi criado. Deus planejou que experimentássemos seu amor em ambas as dimensões do relacionamento humano: vindo Dele e através de relacionamentos saudáveis com nosso próximo. O que almejamos não é o que Deus faz, mas sim quem Ele é. Deus é amor e ele nos busca com Seu amor.

Diz-se por aí que cada homem que bate na porta de um bordel, na realidade, está em busca de Deus. Se você está batendo na porta de comportamentos auto-destrutivos ou relacionamentos assim, você pode então ter chegado num ponto importante de sua jornada na busca de voltar a Deus. Por quê? Porque a decepção com esses substitutos baratos vai fazer você se perguntar onde pode encontrar o amor verdadeiro. Você irá se abrir e deixar que Deus preencha você com Seu amor, e então ser amado?

O que suas atividades semanais mostram sobre o que você tem procurado como meio de satisfazer esse anseio?

"Alegria e Paz"

No calendário religioso hoje é Quinta-Feira Santa—o dia em que celebramos o que aconteceu na última ceia do Senhor com os discípulos. Temos estado em torno daquela mesa por alguns dias. 

Reflita sobre algumas das coisas que já lemos e que aconteceram em torno daquela mesa. O que é mais significativo para você?

Vamos continuar a ouvir as últimas coisas que Jesus disse aos discípulos.

Leia João 16:16-33.

Às vezes eu me sinto confusa como os discípulos quando leio as palavras de Jesus. Eu tenho que lutar para ir mais devagar até que Sua ideia se torne mais clara.

Enquanto você lê esta passagem quais são as duas coisas mais importantes que Jesus disse que teremos Nele?

Eu lembro que antes de me tornar cristã as pessoas falavam sobre esta paz e alegria que teríamos em Senhor como se estivessem tentando fechar o acordo da minha salvação. Eu ficava confusa pela paz e alegria que vi em muitos seguidores de Cristo—parecia forçado; quase inventado.

Depois que me tornei cristã compreendi que era na verdade uma fachada que muitos sentiam que deviam colocar. Sabendo que devemos ter paz e alegria em Cristo nós colamos os sorrisos, as mãos de louvor e as respostas "Eu sou abençoado." Não há um lugar para luta.

Nesta passagem Jesus deixa claro que teremos tempos difíceis, teremos dificuldades. Estas coisas não podem ser evitadas. Há grande liberdade ao entendermos isso. Ninguém tem isso ao mesmo tempo, a vida de ninguém é perfeita. Entretanto, "sua dor se tornará alegria" (versículo 20) e "em mim vocês terão paz" (versículo 33).

Por que nossa dor se torna alegria e encontramos paz? (Releia o versículo 33)

Que alegria! Que paz! Jesus Cristo, nosso Redentor, disse que Ele venceu o mundo!

A paz que Ele dá é definida em João 14:27, "Deixo com vocês a paz, é a minha paz que lhes dou. Não lhes dou a paz como o mundo a dá." A paz de Deus parece diferente daquela que o mundo retrata. Nessa passagem Jesus diz que a paz é encontrada no Espírito Santo.

Meu desafio para você hoje é que O busque sozinho para encontrar a paz em qualquer prova que enfrente. Encontre a sua paz Nele. Ela será encontrada. Jesus disse em João 16:24,"Peçam e receberão para que a alegria de vocês seja completa."

Deixe que a música de Kari Job, Here, passe sobre você como a oração de um amigo.
https://www.youtube.com/watch?v=YQnBvUiAGsI

"Ajudar"

Você já esteve com alguém cujos dias estavam numerados na terra? Cada segundo, cada sílaba é entesourada. Nada é perdido. Não é o momento de conversa fiada. Adeuses, desejos, proclamações, e conselhos finais não são cochichos superficiais.

Jesus também sabia que era a Sua hora (João 13:1) e estava fazendo o máximo nestas horas finais. Estamos a meio caminho para a Páscoa, vamos continuar recostados e ouvindo às Suas palavras finais.

Leia Lucas 14:15-31

Isto é tão bom. Só um problema: eu não gosto de pedir ajuda.

E você? Você se incomoda em pedir ajuda? Ou te dá coceira também?

Estar vulnerável o suficiente para admitir que você precisa de ajuda é a coisa mais corajosa que você poderia fazer. Quando você acha que chegou ao fim de si mesmo a coisa mais corajosa que pode fazer é permitir que o Espírito Santo o ajude.

Eu experimentei este poder no ano passado de maneiras que jamais havia imaginado. No mesmo mês em que descobri que estava grávida do meu terceiro filho foi o mesmo em que saí e decidi começar um ministério. Eu estava atolada até a cabeça. Ser uma executora que não poderia executar e uma pessoa que faz mais do que é esperado, que estava apenas sobrevivendo, se humilhando. Mesmo assim a graça de Deus e o poder do Espírito Santo pegaram a minha humilde oferta e a multiplicaram. (A Deus seja toda a glória.)

Você já experimentou um momento quando teve certeza de que o Espírito Santo te ajudou?

Você está experimentando alguma coisa agora em que poderia usar a ajuda do Ajudador?

Peça para Ele ajudá-lo. Esteja vulnerável.

Duas coisas tem sido incrivelmente úteis para mim no último ano e meio. Eu repito este versículo em voz alta com frequência:

"Ele me disse, 'Minha graça é suficiente para você, porque meu poder torna-se perfeito na fraqueza.' Além disso vou me vangloriar ainda mais alegremente das minhas fraquezas, e assim o poder de Cristo pode descansar sobre mim. Para o bem de Cristo, então, estou contente com fraquezas, insultos, dificuldades, perseguições e calamidades. Pois quando estou fraco, então estou forte." 2 Coríntios 12:9-10

E eu canto esta música da Bethel Music. Deixe que ela seja seu hino hoje também—

Assista "You Make Me Brave" por Amanda Cook e Bethel Music
https://www.youtube.com/watch?v=6Hi-VMxT6fc

terça-feira, 18 de abril de 2017

Viva a Sua Palavra

Definir
Quando a sua Palavra Única vem para você, ela pode vir na forma de traço de caráter, uma disciplina, uma pessoa, um foco espiritual, um atributo ou um valor. Os seguintes exemplos de possíveis palavras não deve ser uma lista especial que se pode escolher, mas sim um ponto de partida de ideias: amor, alegria, paciência, bondade, descanso, oração, saúde, treino, flexível, devoção, intimidade, disciplina, compromisso, ousadia, positivo, verde, inspirar, final, pureza, integridade e forte.

Viver a sua palavra vai mantê-lo focado e vai evitar que se distraia. Nós vemos o impacto de Neemias focado enquanto estava construindo o muro. Em Neemias 6:3, ele não deixou seu trabalho, porque estava fazendo aquilo que se comprometeu fazer—construir o muro! E ele estava fazendo um ótimo trabalho. Lembre-se, enquanto vive a sua palavra, você está fazendo um ótimo trabalho.

Saia da sua zona de conforto.

O processo é emocionante, mas também certamente será desafiador. Você vai encarar obstáculos que não havia antecipado. Você será desafiado—nós prometemos. Mas frequentemente aprendemos mais quando saímos de nossa zona de conforto, então mantenha o curso.

É essencial lembrar e focar em nossa palavra durante o ano. Se a sua palavra não está no topo de sua mente, ela será esquecida.

Mantenha sua Palavra Única na frente e no centro.

Durante anos de tentativa e erro, descobrimos meios simples e poderosos para manter sua Palavra Única na frente e no centro durante o ano.

Primeiro, coloque a sua palavra em lugares visíveis e assim você pode vê-la regularmente. Aquilo que atrai a sua atenção atrai o seu foco; o que atrai o seu foco está resolvido. Criar lembretes é importante. Escreva e coloque sua palavra em lugares visíveis, tais como no seu armário da escola, no seu carro, em sua mesa de trabalho ou em seu vestiário.

Segundo, compartilhe sua palavra com seu Grupo de Apoio—aquele círculo de amigos íntimos, colegas e família mais importante para você e em quem você confia sem hesitação. Nós o chamamos de Grupo de Apoio, porque ele é constituído por aquelas pessoas que te incentivam e te ajudam a crescer. Dê permissão a eles para perguntar sobre a sua palavra.

Quando você faz essas duas coisas simples—colar sua palavra visivelmente e compartilhá-la com outros—você garante seu crescimento. Você experimentará altos e baixos, mas isso tudo faz parte do processo. Enquanto você vive a sua palavra, deixe Deus usar a simplicidade do tema da sua Palavra Única para revolucionar a sua vida diária.


1. Qual é a coisa que você pode fazer para lembrar da sua Palavra Única?
2. Nomeie três pessoas do seu círculo íntimo para compartilhar sua palavra com elas.
3. Como você pode viver sua Palavra Única como família, negócios, grupo?

Exercite-se
Neemias 6

Extra
""Senhor, eu oro para que o senhor me ajude a viver minha palavra plenamente este ano. Assim como Neemias, mantenha-me focado em vivê-la evitando as distrações. E se elas surgirem, dê-me a coragem para ficar focado naquilo que o Senhor chamou-me para fazer. Em nome de Jesus, amém.""

segunda-feira, 17 de abril de 2017

O Processo da Palavra Única

Definir
Sem levar em consideração toda a excitação, ainda amamos o fato do ano novo ser uma oportunidade de passar uma borracha no que não deu certo e começar de novo. Estamos livres para finalmente perder aqueles quilos a mais, nos comprometermos a fazer nosso devocional diário, vencer mais jogos, treinar mais, orar com mais fé, passar mais tempo com a família, quitar as dívidas, aumentar as notas e até mesmo compartilhar mais de Jesus com nossos colegas e amigos. Mas a verdade é que as longas listas de resoluções raramente se tornam realidade.

Uma solução é resumir tudo isso em apenas uma palavra chave para o novo ano, fazendo disso algo básico e simples.

Então, vamos para o lado prático do conceito de Uma Palavra tema. Aqui estão alguns passos para ajudá-lo a encontrar sua palavra tema. Tenha em mente que esse processo leva tempo, mas vale a pena. Seja você um atleta, treinador, pai ou líder de negócios, esse processo pode promover grandes avanços em todas as áreas da sua vida.

O processo da Palavra Única consiste de três passos simples - Olhe para dentro, Olhe para cima e Olhe para fora.

1 Passo – Prepare seu coração (Olhe para dentro) – Esse é o momento em que você toma a ação de se desligar da correria, dos barulhos e da multidão. Ficar sozinho e em silêncio pode ser uma tarefa difícil, mas ouvir de Deus é essencial. A medida que permitimos que Deus examine o nosso coração, Ele nos dará clareza.

2 Passo – Descubra sua palavra (Olhe para cima) – Esse passo ajuda a nos conectarmos com Deus e ouvir a Sua voz. Tirar tempo para orar—ter aquela conversa simples com Deus—é o começo. Pergunte a Ele: O que o Senhor quer fazer em mim e através de mim durante este ano? Essa pergunta o ajudará a descobrir a palavra certa para você. Não escolha apenas uma palavra boa; receba a palavra que Deus tem para você. 3 Passo – Viva a sua palavra (Olhe para fora) – Uma vez que você descobriu a sua palavra agora é hora de vivê-la. Sua palavra terá impacto em todas as áreas da sua vida: física, mental, espiritual, emocional, relacional e até financeira. Mantenha o foco em sua palavra. Conte aos seus parceiros de oração e a seus familiares qual é a sua palavra do ano. Escreva-a em sua agenda. Coloque-a em sua geladeira. Fale sobre isso com sua família no momento das refeições. Faça o que for preciso para manter o seu foco em sua palavra. Oramos para que este ano seja um ano de realizações para você a medida que Deus lhe leva para um novo nível e usa a sua palavra chave para trazer glória a Ele!


1. O que Deus está falando com você agora sobre sua palavra tema?
2. Comprometa-se em oração e peça a Deus que fale com você.
3. Passe pelos três passos e deixe Deus revelar a palavra que Ele escolheu para você.

Exercite-se
Salmos 27:4; Salmos 84

Extra
""Senhor, eu oro por um ano de conquistas. Use essa palavra tema para trazer glória a Ti. Me faça crescer nesse processo. Revele-me a Tua verdade e vontade. Faça disso algo simples para mim. Fale, Senhor, o Seu servo está ouvindo. Em nome de Jesus, amém."

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Vença a reclamação, vivendo satisfação

Esta é a ligação perfeita: quando entendemos que quem está ligado à Videira não tem falta de nada, encontramos uma vida plenamente satisfeita. Não tenho falta de nada se estou ligado a ela e, com minha alma plenamente satisfeita, não preciso gerenciar minha sede por meio do pecado. Cristo é a única Videira capaz de transmitir salvação, vida, alegria e paz. Lembre-se de que você é um ramo, por isso somente receberá os nutrientes necessários para uma vida abundante se estiver conectado a Cristo, pois Ele afirmou: “Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma.” (João 15.5). É também desejo do Pai que você, satisfeito Nele, faça o nome Dele conhecido por meio de sua maneira de agir no seu relacionamento com seu cônjuge, filhos, familiares, colegas de trabalho, amigos ou na esfera civil. Estar satisfeito em Deus é obedecer-Lhe mesmo na hora das decisões mais difíceis, mesmo quando você sofre um aparente prejuízo pessoal, mas ainda escolhe honrar o nome do Senhor. Desenvolver essa vida ligada à Videira é não temer o dia mal e não se desesperar na hora da adversidade. É não temer as ameaças internas e externas. Sabemos que estamos seguros e saciados em todo o tempo por Jesus. Sua vida está plenamente saciada, como afirma o salmista: A minha alma ficará satisfeita como de rico banquete; com lábios jubilosos a minha boca te louvará. (Salmo 63.5). Esta união com Cristo leva você a viver na dependência do Espírito todos os dias e por meio dela, você vence a luta contra o pecado, os desejos da carne e as tentações de todos os dias. Esta conexão é vital para você! Não se engane: a verdadeira vida não é mera existência, mas descobrir e cumprir o propósito de Deus pelo qual você foi chamado. Viva na Videira e seja um ramo de qualidade plenamente satisfeito!

Oração: Senhor, hoje eu reconheço e recebo da vida da Videira Verdadeira em meu coração. Que eu viva plenamente a satisfação que vem do Senhor, para que possa honrar o Seu nome em todo o tempo e ser um agente de transformação do mundo. Em nome de Jesus, amém!

terça-feira, 11 de abril de 2017

Vença a reclamação, vivendo persistência

Em Cristo podemos resistir ao dia mau. Talvez este não seja o seu caso hoje. Por vezes, tudo vai tão bem que perguntamos: “Será que o dia mau chegará?” Certamente que sim. Todos nós passaremos por isso. Então, é importante se preparar para recebê-lo, lembrando-se de que somente em Deus poderemos vencê-lo! Nem mesmo o Senhor Jesus, quando esteve por aqui, se livrou do dia mau. O relato Dele no Jardim do Getsêmani nos mostra essa realidade (Marcos 14.32-42). Em meio as pressões e dificuldades vividas, Ele demonstrou quatro atitudes que nos ensinam a enfrentar o dia mau. Em primeiro lugar, Jesus orou. Ele insistiu junto ao Pai e buscou Nele forças espirituais. Da mesma forma, por meio da oração, busque sempre a força proveniente de Deus para vencer no dia mau. Em segundo lugar, Jesus compartilhou sua aflição. Pedro, Tiago e João eram seus amigos mais próximos. E foi com estes que Jesus orou no Jardim do Getsêmani para obter a vitória. Hoje, temos a igreja, e é justamente com ela que temos de compartilhar nossas aflições, orar uns pelos outros com amor e buscar nossa vitória e de nosso semelhante. Em terceiro lugar, Jesus apresentou sua angústia ao Pai. Em sua oração no Getsêmani, Jesus chama por Aba, Pai, expressão que significa “meu papai”. Ele não chama qualquer um, mas seu querido Pai. Se você aceitar Jesus em seu coração, será chamado de “filhinho” de Deus. Nosso Papai celestial está sempre a nos ajudar a vencer o dia mau. Jesus, pela Sua morte na Cruz, nos deu ligação direta e paternidade com Deus. Por fim, vemos que Jesus entendeu que a ajuda de amigos íntimos era limitada. Por mais que contasse com o apoio de pessoas próximas, Jesus teve de lutar sozinho e depender somente da ajuda do Pai. Há momentos na vida em que restamos apenas nós mesmos e Deus. Jesus venceu a angústia da cruz. Também venceremos, com toda a certeza e confiança em Deus! Portanto, faça como Jesus, não desista. Resista no dia mau. Vista hoje toda a armadura de Deus e esteja certo que, Nele, somos mais que vencedores!

Oração: Senhor, ajude-me a persistir no dia mau. Ajude-me a atravessar com o Senhor pelos desertos. Dê-me da Sua força hoje, meu querido Pai! Neste momento, creio e recebo de Suas mãos o que preciso para prosseguir. Em nome de Jesus Cristo, amém.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Vença a reclamação, vivendo permanecer

O chamado de Jesus é o de permanecer Nele, ou seja, estar Nele e andar com Ele vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana. Permanecer em Jesus é um estilo de vida relacional com Ele. É entender que Ele é a fonte de todas as coisas e que, quando busco Nele, nada me falta.  Ao vivermos dessa forma, seremos dirigidos pelos pensamentos e intenções de Jesus, pela Palavra de Deus e presença do Espírito. Por entender quem é nossa fonte de tudo, esse estilo de vida desfaz o orgulho e nos torna gratos e humildes. Quando você vive assim dia a dia, está constantemente satisfeito pela Videira e inspirado pelo Espírito. Esta satisfação e inspiração fazem de você uma pessoa de influência, sem a necessidade de estar sempre certo, dominar ou ganhar. É a presença de Deus em você que faz toda a diferença, e não quem você é, o que faz ou diz. Quando permanecemos em Jesus, não ficamos ofendidos, pois sabemos que temos a maior fonte de satisfação no mundo para nos defender e suprir. Pela mesma razão, podemos facilmente perdoar.   Quando permanece ligado à Videira, Deus é glorificado porque Ele se torna visível e disponível para todos que querem receber tais frutos. Nunca se esqueça: para dar fruto, é preciso ter raízes! Em que você está ligado? Permanecer em Cristo é o caminho para o discipulado, pois à medida que vivemos assim, tornamo-nos parecidos com Ele, vivendo na semelhança de como viveu e serviu, formando nosso caráter e valores Nele. Como está sua vida hoje? Seus descaminhos, tristezas, fracassos, derrotas, frustrações e decepções podem ter causa e essência justamente no fato de você não estar permanecendo em Cristo vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana. Tome a decisão de mudar hoje. Decida-se a, agora mesmo, permanecer em Cristo, pois este é o estado natural do cristão. Permita que Ele o guie em tudo e tome as decisões que Ele tomaria. Que todos os dias esta seja sua oração: “Jesus, seja bem-vindo em minha vida!”

Oração: Meu Deus, ajude-me a permanecer no Senhor em todas as situações. Quero estar ligado à Videira em todo o tempo e receber do Senhor tudo o que preciso para dar os frutos do Seu Espírito e para demonstrar Sua glória na Terra. Seja bem-vindo em minha vida! Em nome de Jesus, amém!

domingo, 9 de abril de 2017

Vença a reclamação, vivendo jejum

Jejuar é um ato de adoração e fé a Deus. Não muda Deus, mas pode mudar sua vida para sempre. Ele nasce de uma decisão em praticar essa disciplina espiritual periodicamente, alimentando o espírito ao invés da carne. Na Bíblia, o jejum e a oração sempre caminham juntos. Por meio deles, você pode experimentar cada vez mais da presença de Deus, vencer maus hábitos e encontrar-se disponível e apto para avançar na evangelização e para atender às necessidades do mundo. Jejuar não é um fim em si mesmo, mas um meio pelo qual podemos adorar ao Senhor e, humildemente, nos submeter a Ele. Um dos maiores benefícios do jejum é ficarmos atentos à pessoa de Deus, ouvindo o que Ele deseja que sejamos e façamos. O jejum que Deus deseja para o cristão é aquele que está concentrado no próprio Deus. Os resultados são espirituais e glorificam a Ele tanto na pessoa que jejua, como nas outras, por quem ela jejua e ora. Há pelo menos quatro razões bíblicas para jejuar. A primeira delas é disciplinar a alma aflita (Salmo 69.10,13). Em segundo lugar, um jejum humilha sua alma diante de Deus (Esdras 8.21). Em terceiro lugar, jejuamos para buscar ao Senhor (2 Crônicas 20.3-4). Por fim, o jejum nos prepara para batalhas espirituais (Mateus 17.21). O jejum precisa ser feito com discernimento e sabedoria. Nunca se esqueça desta recomendação do Senhor: “Ao jejuar, arrume o cabelo e lave o rosto, para que não pareça aos outros que você está jejuando, mas apenas a seu Pai, que vê em secreto. E seu Pai, que vê em secreto, o recompensará.” (Mateus 6.17-18). O jejum é uma prática bíblica que nos aproxima de Deus e, consequentemente, nos afasta do mal. É uma prática presente na história cristã desde o Antigo Testamento, executada por heróis da fé, pelos pais da Igreja Primitiva e nos movimentos de renovação. Tome a decisão de desenvolver essa prática espiritual e experimentar os frutos em sua vida e na de pessoas sob sua influência. Decida querer tudo o que Deus deixou na Palavra para sua vida. Jejuar é esvazia-se de você mesmo e encher-se de Deus!

Oração: Senhor, ajude-me a viver diariamente em comunhão com o Senhor, a jejuar nos momentos certos, da forma certa e pelas razões certas. Quero viver em maior intimidade com o Senhor. Em nome de Jesus, amém!

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Vença a reclamação, vivendo gratidão

Com Jesus, sempre existe o domingo da ressureição! A negra noite de sexta-feira, com dúvidas e sofrer, nunca será nosso fim. Por isso, podemos sempre ter a perspectiva da gratidão. Ela nos lembra da abundância da vida em Jesus. A gratidão alinha nossa atitude de louvor e aniquila uma atitude egoísta. A gratidão nos faz louvar conforme o Senhor deseja, pois Ele nos pediu um louvor que vem do coração, oferecido com a voz e os lábios do adorador que serve em espírito e em verdade. Também mostramos nossa gratidão a Deus ao realizar atos que O agradem. Obedecer a Deus demonstra a gratidão de pessoas resgatadas pelo sacrifício de Jesus. Paulo frisa bem este fato na sua carta a Tito. Nela ele fala sobre a obediência a Deus em termos práticos: “Sejam obedientes, estejam sempre prontos a fazer tudo o que é bom, não caluniem a ninguém, sejam pacíficos e amáveis e mostrem sempre verdadeira mansidão para com todos os homens” (Tito 3.1-2). Paulo não está ditando regras ou impondo a sua própria vontade, mas descreve a conduta de pessoas realmente convertidas a Cristo, dedicadas a Deus e determinadas a fazer Sua vontade. A carta a Tito mostra que a gratidão brota de nosso coração porque Deus nos mostrou Sua bondade ao nos salvar (Tito 2.11), porque temos uma esperança real em Cristo (Tito 3.7). Somos gratos porque Jesus se entregou por nós (Tito 2.14). A gratidão também é fruto de sabermos que Deus nos purificou para sermos um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras (Tito 2.14). Somos gratos porque recebemos a renovação do Espírito Santo (Tito 3.5-6). Por fim, somos gratos porque fomos feitos herdeiros de Deus (Tito 3.7). Diante de todas essas verdades, como não demonstrar gratidão por meio da obediência? A nossa gratidão nos motivará a orar e adorar a Deus, a viver por Ele e a divulgar as boas-novas a todos ao nosso redor. Deus merece isso e muito mais! Quando sua vida for marcada pela gratidão, isso ficará evidente em suas palavras, ações e atitudes. Celebre com gratidão o poder da ressurreição!

Oração: Deus, ajude-me a cada dia viver com um coração cheio de gratidão, servindo com alegria, apreciando e agradecendo sempre ao Senhor. Ajude-me a expressar gratidão por meio de um louvor sincero, obediência e proclamação do Evangelho. Em nome de Jesus, amém!

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Vença o pecado da reclamação

A reclamação não é um assunto novo. Na verdade, trata-se de um tema bastante explorado nas Escrituras Sagradas. Adão reclamou para Deus sobre sua esposa. O povo de Deus reclamou de Moisés. E se o homem tão facilmente reclama da própria esposa e do líder, como não reclamará do próximo? Infelizmente, reclamar é um pecado que se tornou mau hábito. Porém, podemos escolher trocar a reclamação pela adoração, gratidão e satisfação em Deus! O ressentimento gera a reclamação que, quando não tratada, transforma-se em murmuração. É por isso que pessoas feridas precisam tanto ser tratadas, pois, do contrário, ferirão e contaminarão a si mesmas e a seu ambiente. Todo ressentido não tratado se torna um murmurador, um reclamador de tudo e de todos. Esta postura, aos poucos e implacavelmente, mata seu relacionamento com Deus e com as pessoas. Você tem uma missão grande demais a realizar! Não tem tempo a perder reclamando daquilo que outros não fizeram por você. Pare de lamuriar, reclamar e choramingar. “Murmurar” é definido como soltar queixumes, lastimar-se, queixar-se em voz baixa, falar mal, apontar faltas, tomar mau juízo de alguém ou de alguma coisa. Foi exatamente o que aconteceu com o povo de Israel, e o Senhor indignou-se ante a atitude do povo: Até quando esta comunidade ímpia se queixará contra mim? Tenho ouvido as queixas desses israelitas murmuradores (Números 14.26-27). Murmurar contra Deus e as pessoas é grave pecado, pois é o mesmo que afirmar: “Se eu fosse Deus, faria tudo diferente.” Quando murmura, você deixa seu lugar de servo e se coloca no lugar de Deus. Nosso Deus é misericordioso e providente. Conduz Seu povo e supre todas as suas necessidades e, por isso, reprova a murmuração. Ela é um sinal claro de incredulidade, ingratidão e do agir irrefletido, pois, ao murmurar, você faz o oposto de crer. Seja leal ao Seu Deus, à sua família e à sua igreja. Pare de reclamar de forma covarde, vergonhosa e sorrateira. Pare de falar entre os dentes sobre sua insatisfação. Homens e mulheres de verdade oram a Deus e conversam com as pessoas certas. Não vivem à margem, corroendo seu próprio coração com a destruidora atitude da reclamação. Você não mudará realidades por meio da reclamação, mas com a oração a Deus.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Vença a mentira, vivendo serviço

A única maneira de servir a Deus é por meio de pessoas. Por isso, o ministério, antes de tudo, é uma questão de mordomia e de adoração a Deus. Jesus disse que quem quisesse se tornar importante deveria ser servo (Marcos 10.43). O ministério de todos os crentes é uma doutrina bíblica fundamental. Entenda que o ministério de sua igreja não é apenas do pastor. Ele é seu também, independentemente de seu tempo de conversão ou da função que exerça ali. Você foi salvo, comissionado e dotado de dons e habilidades. Portanto, tem um ministério, dentro e fora da sua igreja. Você foi criado para servir a Deus e às pessoas, então, é um ministro de Deus, um ministro da reconciliação, conforme dizem as Escrituras. Ao final de todas as coisas, Deus lhe fará duas perguntas a respeito de sua vida. A primeira delas é: o que você fez com meu Filho Jesus? E a segunda: o que você fez com os recursos e habilidades que lhe confiei? Nessas duas perguntas está o cerne de nossa existência. Você não foi criado apenas para consumir recursos e viver para si mesmo. Deus o criou para fazer diferença por meio de sua vida e serviço, deixando um legado espiritual e humano. Essa missão se inicia na igreja e de lá para o mundo, pois na igreja servimos uns aos outros e, juntos, servimos à cidade, ao país e a outras nações. Servir com o coração aberto e sem reservas foi o exemplo deixado por Jesus. Não seja omisso ou indiferente à realidade de que Deus o chama e o capacita diariamente para realizar o ministério. Esse chamado independe da função, do lugar ou do título alcançado. Independe de seu trabalho ser remunerado ou não, integral ou parcial, ou mesmo se há méritos e reconhecimentos dos homens ou não. Qualquer tarefa, não importa o quanto seja pequena, é uma oportunidade para servir e crescer. É, também, uma chance para chamar pessoas para estarem ao seu lado, motivando e contagiando outros pelo desejo de servir ao Senhor. Lembre-se: o serviço é a razão pela qual ainda estamos aqui!

Oração: Meu Deus, quero servi-Lo para todo o sempre, servindo às pessoas que coloca em minha vida, amando e cuidado delas para o Senhor. Meu Pai, ensine-me a servir como Seu Filho serviu, deixando um legado e inspirando pessoas. Em nome de Jesus, amém!

terça-feira, 4 de abril de 2017

Vença a mentira, vivendo oração

De forma bem objetiva, orar é comunicar-se diretamente com Deus por meio de Jesus Cristo. A verdadeira oração consiste em expressar nossa devoção ao Pai celestial, buscando um relacionamento pessoal e sem barreiras com Ele, convidando-O a falar conosco, enquanto falamos com Ele. A oração é a forma de diálogo mais profunda que uma pessoa pode experimentar. Por isso, somos ensinados: “Dediquem-se à oração” (1 Pedro 4.7). Orar é uma atitude de fé. Ao orarmos a Deus, precisamos nos lembrar das palavras de Jesus: “Tudo é possível àquele que crê” (Marcos 9.23). Será que Ele exagerou quando disse assim? Penso que não! Creio que Jesus foi pleno e verdadeiro no que disse, como sempre foi e será. Se Ele, que é a verdade, assim disse, podemos crer. Aquilo que é impossível em nossa perspectiva é possível em Deus, em oração. Quando orar, exerça fé. Peça, sem dúvidas em seu coração. É assim que Deus deseja que nos apresentemos a Ele. A oração que nasce de um coração adorador e cheio de fé sabe também que é preciso saber o que pedir. Este é um aprendizado para a vida. As Escrituras nos ensinam que, muitas vezes, deixamos de receber o que pedimos porque o fazemos por motivações erradas, para gastar em nossos próprios prazeres (Tiago 4.3). Nossas orações devem ser feitas para glória de Deus e para abençoar vidas, inclusive as nossas. Que Deus ouça sua oração de quebrantamento e confissão e traga um grande avivamento para sua vida, família e igreja. Assim, você será a resposta pela procura de Deus por aqueles que O buscam. “Procurei entre eles um homem que erguesse o muro e se pusesse na brecha diante de mim e em favor desta Terra, para que eu não a destruísse, mas não encontrei nenhum.” (Ezequiel 22.30). Que seja você este homem ou esta mulher de oração de fé, aquele a quem Deus está à procura para interceder por este mundo. A oração sempre será sua maior fonte de força e poder. Diga “sim” ao Seu chamado!

Oração: Meu Deus, ajude-me a orar conforme o Seu coração, com adoração, fé e motivações corretas. Ajude-me a priorizar tempo para o Senhor e a me aprofundar no meu relacionamento contigo. Em nome de Jesus, amém!

sábado, 1 de abril de 2017

Vença a mentira, vivendo resistência

Muitos cristãos acreditam que precisam enfrentar Satanás em seu dia a dia. A Bíblia, porém, nunca nos mandou fazer isso. Satanás, por outro lado, intenta nos enganar. Aproveita-se da ingenuidade das pessoas para atraí-las ao seu campo de guerra, fazendo com que acreditem que ele precisa ser vencido. Mas Jesus já venceu o inimigo, derrotou-o na cruz do Calvário. Jesus não espera que enfrentemos Satanás, mas que resistamos a ele, suas mentiras e farsas. Você não precisa lutar contra o diabo, basta que permaneça bem perto de Deus. Não precisamos ter medo dele, ele sabe que está derrotado e vencido. Sua grande preocupação é não ir para o inferno sozinho! As Escrituras afirmam: “Os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e todos os mentirosos – o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte.” (Apocalipse 21.8).  Nosso papel é resistir ao inimigo e a suas propostas. Por meio da cruz de Jesus, desfrutamos de Seus planos para nós: “O vencedor herdará tudo isto, e eu serei seu Deus e ele será meu filho.” (Apocalipse 21.7). Com Jesus, toda perda é ganho, mas, sem Ele, todo ganho é perda! Com essa certeza, viva com cautela e sabedoria. Fique atento e sempre busque discernimento espiritual, pois o inimigo não cessa em tentar nos trazer dúvidas, confusão e desconfiança com relação à Palavra, visando enganar até os escolhidos de Deus. Em Lucas 4.13, o evangelista nos lembra, no episódio da tentação de Jesus, que o diabo sempre espera por uma nova oportunidade: “Tendo terminado todas essas tentações, o diabo o deixou até ocasião oportuna.” Então, já que ele não desiste de nós, resista firme até que seja preso definitivamente por Cristo. Para crer nisso, você precisa ter fé de forma inabalável e sem nenhuma dúvida em seu coração de que Cristo venceu o diabo. Dessa forma, você terá autoridade contra o poder das trevas e a capacidade de resistir a ele. “Em meu nome, expulsarão demônios.” (Marcos 16.17b), disse Jesus. Não tema, mas resista. Permaneça em Jesus em todo o tempo, e assim você resistirá. Você já é um vencedor!

Oração: Meu Deus, o Senhor já venceu o maligno na cruz. Ajude-me a resistir às sugestões e mentiras de Satanás, ao estar cada vez mais próximo do Senhor. Em nome de Jesus, amém!

quinta-feira, 30 de março de 2017

Vença a mentira, vivendo decisão

Já parou para pensar quanto tempo de vida você ainda tem aqui na Terra? Certa vez, um de meus mentores espirituais na juventude me disse algo de que nunca me esqueci: “Tenho certeza de que vou para o céu, mas não estou com pressa nenhuma! Existe muita coisa boa para se fazer para Deus aqui neste mundo!” A vida realmente é boa, basta que saibamos vivê-la. Não existe nenhum pecado em gostar da vida na Terra, pois é um projeto divino. Porém, a Bíblia diz que a nossa vida aqui é breve e temporária. Está escrito em Tiago 4.14: Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Então, diante da brevidade da vida, o que você fará com esse precioso tempo que ainda lhe resta? Você pode até querer ficar mais tempo aqui, mas temos um tempo determinado por Deus em Sua santa e sábia direção. Se você deseja a bênção de Deus e uma vida bem-sucedida e próspera, livre-se definitivamente do pecado. Nossa carne, por ter como herança uma natureza decaída pelo pecado, sempre tenderá ao erro. Então, o que faremos? Desistir? Absolutamente não! A santificação é uma conquista que Deus deseja dar a todos que a buscam Nele. Ela começa na mente, passa pelo coração, se concretiza em nossas ações e tem como inimigos diretos o mundo, a nossa carne e o diabo. É uma batalha que precisa ser vivida todos os dias. Para que você celebre diariamente essa vitória, é preciso romper qualquer relação que venha tendo com o pecado. Romper com o pecado é não pensar nele; é não alimentar sua mente com desejos da carne. Mantenha sua mente e seu coração perto de Deus diariamente. Decida viver um dia de cada vez, celebrando a sua vitória sobre o pecado. Quando você peca intencionalmente, entristece o coração do Senhor. Mas, quando faz o que O agrada, cumpre Sua vontade e obedece a Seus mandamentos, Ele sorri para você.

Oração: Senhor, eu O adoro pelo que o Senhor é e pela obra linda que está fazendo em minha vida. Eu decido romper com todo pecado e deixar para trás tudo o que impede minha comunhão direta com o Senhor. Ajude-me nessa jornada de fé. Em nome de Jesus, amém!

segunda-feira, 27 de março de 2017

Vença o julgamento, vivendo submissão

Você já tinha pensado na submissão como algo prazeroso? Assim deve ser, pois a submissão é algo que Deus reservou a nós e, por isso, deve nos encher de prazer. Sabemos que “submeter” é um verbo na contramão da sociedade pós-moderna. Ao contrário do que muitos pensam, a submissão não é uma missão inferior, mas uma postura nobre e divina. A essência da espiritualidade está na relação correta de obediência a Deus e sujeição às autoridades constituídas por Ele. O Senhor age em Seu trono, estabelecido sobre Sua autoridade. Louvar, orar, jejuar ou fazer qualquer coisa sem submissão não tem valor para Deus. Torna-se algo mecânico e sem vida. Da mesma forma, é impossível se submeter a Deus sem se sujeitar aos homens de Deus. Note que
Deus delega autoridades em todas as áreas da vida; nas esferas civil (Romanos 13.2), profissional (Efésios 6.5-6), familiar (Efésios 5.22-24) e eclesiástica (Hebreus 13.17). A submissão nos ensina que não devemos confundir a autoridade com a pessoa que a exerce. Se for boa ou má, justa ou injusta, nosso dever primordial é nos submeter, exceto quando seja exigido de nós algo que nos leve a ofender ou desobedecer a Deus. Todo discípulo do Senhor procura se submeter com lealdade e alegria. A rebelião, por outro lado, é um princípio das trevas. Foi a rebeldia que provocou a queda de Satanás (Isaías 14.12-15; Ezequiel 28.13-17). O princípio de rebelião se transferiu a todos os homens após a queda de Adão. Mas, em Jesus, somos chamados para viver de forma diferente. O Filho de Deus em nada foi rebelde. Viveu e vive para agradar ao Pai e em tudo ser submisso a Ele. Quem está cheio de Cristo está cheio de obediência e é transformado pela Palavra. O Senhor não deseja simplesmente impor regras sobre nós, mas moldar nosso coração e nos abençoar. A quem você precisa se submeter? Qual é a pessoa que Deus está lhe trazendo à mente? Foi Deus quem criou a submissão à autoridade em sua vida. Lembre-se de que seja aqui, seja na eternidade, teremos que lidar com autoridades espirituais. Respeite o princípio da submissão diariamente.

Oração: Meu Deus, que não seja feita a minha vontade, mas a Sua. Eu me submeto com prazer ao Seu direcionamento, à Sua Palavra e às autoridades sobre minha vida. Ajude-me a ter um coração submisso, cumprindo o Seu querer. Amém!

domingo, 26 de março de 2017

Vença o julgamento, vivendo a entrega

Adoração é entrega, é pura rendição. Deus deseja trazê-lo para mais perto Dele em adoração. Para que isso aconteça, você precisa se entregar totalmente, abrir seu coração, esvaziar-se de si mesmo e deixar que Cristo tome sua vida por inteiro. O texto de Isaías nos ensina sobre os resultados dessa vida: “Então gritei: Ai de mim! Estou perdido! Pois sou um homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo de lábios impuros; os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos! Logo um dos serafins voou até mim trazendo uma brasa viva, que havia tirado do altar com uma tenaz. Com ela tocou a minha boca e disse: Veja, isto tocou os seus lábios; por isso, a sua culpa será removida, e o seu pecado será perdoado. Então ouvi a voz do Senhor, conclamando: Quem enviarei? Quem irá por nós? E eu respondi: Eis-me aqui. Envia-me! Ele disse: Vá, e diga a este povo: Estejam sempre ouvindo, mas nunca entendam; estejam sempre vendo, e jamais percebam.”  (Isaías 6.5-9). Há três palavras no texto acima que nos revelam quais os resultados de uma vida entregue a Deus. São eles: a purificação (ai), a consagração (veja) e a comissão (vá). A expressão “ai” aponta que a entrega está ligada à vida pessoal limpa. Você deseja ser usado para fins especiais? Então busque se purificar. A entrega também pressupõe a busca por consagração pessoal. Em Isaías 6.7, o serafim diz: “Veja!”. Entregar-se a Deus significa olhar para dentro de você mesmo. O que você vê? O que ainda precisa ser consagrado a Deus? Por fim, aprendemos que a entrega envolve aceitar nossa comissão.

Por isso, Isaías ouviu o “vá!”. Estamos na Terra para realizar uma missão, pois fomos enviados ao mundo por Jesus para isso. Você precisa entender e assumir o chamado de Deus para sua vida. Fomos chamados para uma vida de entrega, repleta de purificação, consagração e comissionamento. Agora que você já se entregou, veja e vá! Obedecer é sua única opção. Ao entregarmos nossa vida a Deus, também receberemos o melhor Dele.

Oração: Meu Pai, neste momento eu me rendo, entregando-me em completa adoração e dependência ao Seu chamado e comissionamento. Purifique-me e consagre minha vida. Quero ir para onde o Senhor mandar. Não sou mais meu, porém completamente Seu. Em nome de Jesus, amém!

O Que Significa Servir a Deus

"Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor." (Josué 24:15). O que isto significa?

Significa fazer o que ele diz de forma a fazê-lo parecer supremamente valioso em si mesmo.

Significa se submeter a ele de um jeito que faça-o parecer prazeroso.

Há formas de se submeter a Deus que apenas o fazem parecer ameaçador, não prazeroso. Há formas de fazer o que ele diz que apenas chama atenção para o fato de que ele é uma autoridade e não um tesouro.

Este tipo de serviço não é o serviço que Deus comanda.

Qual é a diferença?

A diferença é que Deus nos disse para não serví-lo como se ele precisasse de alguma coisa.

"Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas; " (Atos 17:25).

"Porque o Filho do Homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos." (Marcos 10:45).


Ambos estes dois textos colocam toda a ênfase em Deus dando a nós quando nós servimos.

Então o tipo de serviço que faz Deus parecer valioso e prazeroso é o tipo que serve a Deus ao constantemente receber de Deus. O texto chave para descrever isto é 1 Pedro 4:11 —

"se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá—para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo."


Deus é visto como glorioso quando todo o nosso serviço está, momento após momento, recebendo do suprimento de Deus.

Nós recebemos este suprimento pela fé. Isto é, nós confiamos momento após momento que o que nós precisamos, ao serví-lo, ele suprirá ("vida, a respiração e todas as coisas"). Isto é o oposto de ficar ansioso. Tal serviço é alegre. E isto não faz Deus parecer menos autoritativo, mas infinitamente mais desejável. Esta é a glória que ele planeja ter. O provedor recebe a glória.

Portanto, "Servi ao Senhor com alegria" (Salmo 100:2)

sábado, 25 de março de 2017

Permita Jesus Argumentar com Sua Alma Sobre Ser ou Estar Ansioso

Nós devemos ser lentos para tratar Jesus como se ele não soubesse o que está fazendo. Ele não é ingênuo no seu modo de lidar com nossa ansiedade. Em Mateus 6:25-34 ele nos fala 3 vezes para não estarmos ansiosos (vv. 25, 31, 34 ) e nos dá 8 razões para não ficarmos ansiosos.

Evidentemente ele pensa que isto irá ajudar. Então não considere isto como algo simplista. Considere isto como graça. Creia nele. Tome cada razão e pregue-a para sua própria alma como verdade. Diga,

"Alma, isto é verdade. Jesus Cristo disse que é. Confie nele. Ele morreu por você. Ele te ama. Ele te criou. Ele te conhece. Ninguém — nenhum conselheiro, nenhum pastor, nenhum amigo — sabe tanto sobre você como ele o sabe. Escute-o. Deixe estas razões se aprofundarem. Conte com elas. Agora, levantemo-nos e façamos o que precisamos fazer. Vá embora ansiedade."


Aqui está um resumo do que ele disse:

A vida é mais do que o mantimento, e o corpo mais do que a vestimenta (Mateus 6:25).

Deus alimenta as aves e você é mais valioso do que elas (Mateus 6:26).

Não tem sentido. Não adiciona nem uma hora a sua vida (Mateus 6:27)

Se Deus veste a grama que é efêmera, ele vestirá você eternamente (Mateus 6:28-30).

Descrentes são ansiosos sobre as coisas deste mundo. E você não é um descrente. (Mateus 6:32a)

Seu Pai sabe que vocẽ precisa de todas essas coisas sobre as quais você está ansioso (Mateus 6:32b).

Quando você busca primeiramente o reino de Deus e sua justiça, o que você precisa é adicionado a você (Mateus 6:33)

É suficente para cada dia seu próprio problema. O problema de amanhã permanece amanhã. (Mateus 6:34).

Vença o julgamento, vivendo perdão

Perdoar nunca é fácil, em especial quando a intimidade com aquele que nos ofendeu é grande. Mas as Escrituras nos ensinam que a má vontade em perdoar o próximo nos retira o perdão divino. Jesus ensinou: “Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes perdoará. Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoará as ofensas.” (Mateus 6.14-15). A palavra grega traduzida como “perdoar” significa, literalmente, cancelar ou remir. É a liberação ou cancelamento de uma obrigação, até mesmo financeira. Dentro do conceito bíblico de perdão é preciso entender que todo pecador é um devedor espiritual. Jesus usou essa linguagem figurativa em seu ensinamento: “Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores.” (Mateus 6.12). O perdão é um ato no qual o ofendido livra o ofensor do pecado e o liberta dessa culpa. É nesse sentido que Deus “se esquece” quando perdoa (Hebreus 8.12). A memória de Deus não é fraca! Sabemos que o pecado danifica as relações entre pessoas e prejudica nossa relação com Deus. Assim, o perdão é necessário para a cura espiritual da relação. Contudo, precisamos preparar nosso coração para perdoar. Apesar da existência da injustiça e do ferimento precisamos estar prontos para perdoar. Mesmo se o pecador se recusar a se arrepender, não podemos continuar a nutrir raiva contra ele. Caso contrário, ela se transformará em ódio e amargura. O pecado de outra pessoa não deve dominar o seu estado emocional. Não há comparação entre as ofensas que temos cometido contra Deus e aquelas que têm sido cometidas contra nós. Jesus observou que o Pai não nos perdoará por nossas infrações se não perdoarmos o nosso próximo. Para perdoar, precisamos lembrar que somos pecadores e necessitados do perdão divino. Jesus decidiu perdoar. E você? Precisamos perdoar, pois, um dia, também fomos perdoados de todos os pecados e da condenação eterna. Abra o seu coração e libere o perdão, ainda que o outro não mereça.

Oração: Meu Deus, por meio de Seu Espírito Santo perdoador, ajude-me a perdoar, por mais difícil que seja. Quero perdoar todos os que me ofenderam. Em especial, eu perdoo ______________, porque o Senhor o ama. Por mim mesmo não tenho forças, mas sei que o Senhor tem, então, Pai, ministre graça ao meu coração. Em nome de Jesus, amém!

sexta-feira, 24 de março de 2017

Vença o julgamento, vivendo arrependimento

A oração mais poderosa de um cristão é a oração de arrependimento. Deus deseja que você se arrependa e se quebrante diante Dele em oração. Parecemos ser muito fortes, porém, no fundo, somos todos tão frágeis quanto vasos de barro. O apóstolo Paulo afirmou, dando um testemunho de sua própria vida: “Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós.” (2 Coríntios 4.7). Abra seu coração diante de Deus, assim como fez Paulo. Morra para você mesmo, fazendo Cristo crescer e se revelar em suas palavras, ações e atitudes. Isso só será possível mediante o genuíno arrependimento. Lembre-se de que a sua carne nunca melhora e, por isso, a vaidade, a soberba e o orgulho estarão sempre e incansavelmente à espreita. São inimigos diretos do estilo de vida que o Pai deseja que eu e você vivamos. Mas que fique bem claro: é possível vivermos uma vida quebrantada e contrita diante do Pai. Independentemente de nosso jeito de ser, personalidade, experiências, formação cultural ou acadêmica, todos podem viver em arrependimento e quebrantamento para, assim, alcançar o sonho de Deus para si e para os que estão próximos. O arrependimento não é para os fracos, mas para os que são dependentes de Deus. Existe algo negativo ou pecaminoso naquilo que você já pensou, falou ou fez? Você já reconheceu isso diante de Deus? A notícia ruim é que você não pode mudar seu passado. Mas a boa-nova de Deus é que, por intermédio do quebrantamento e arrependimento, é possível que seu presente e seu futuro sejam transformados.

Arrepender-se é mudar de direção, é ir para o lado oposto da arrogância. Arrependimento é o que Deus deseja de você hoje, pois nada mudará ao seu redor sem que você mude primeiro.

Oração: Meu Deus, eu O amo e declaro meu total e completo arrependimento. Eu me submeto ao Seu direcionamento, custe o que custar, porque confesso que nada sou. O quebrantamento que vem do Senhor muda o meu coração. Sou Seu servo e declaro minha submissão total ao Seu agir em minha vida. Em nome de Jesus, amém!

Vença o julgamento, vivendo mortificação

Você já pensou na possibilidade e nas consequências de morrer para você mesmo, ou seja, deixar que sua natureza carnal morra em Cristo? Certa vez, um pastor amigo disse-me que o problema central dos cristãos é que eles não morreram como Jesus. Estamos “vivos” demais! A fé cristã é completamente baseada em um relacionamento pessoal de amor. Deus amou de tal forma que entregou Seu único Filho em sacrifício de amor a você e a mim. E, ao viver a vida cristã, é preciso nos lembrar diariamente que uma entrega foi feita: alguém morreu nessa história de amor. No movimento da fé cristã, por meio da Igreja, temos a cruz vazia, o túmulo vazio, a celebração da Ceia do Senhor, o batismo em águas. Tudo isso aponta para uma mesma direção: a morte. Então por que será que, nós, cristãos, insistimos em manter nossa carne tão viva, presente, por vezes gritando em nossas vidas? É necessário verdadeiramente morrermos para nós mesmos, para o mundo, para o pecado e para o inimigo, para, assim, nos mantermos vivos para Deus e Sua missão. Existe uma palavra de ordem nas Escrituras: “Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria” (Colossenses 3.5). Por isso, não podemos esperar que o nosso eu morra de morte natural. Precisamos fazê-lo morrer ao tomar uma decisão, como Paulo fez: “Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro.” (Filipenses 1.21). É fácil pensar em exemplos de grandes confusões em famílias, igrejas ou empresas, tudo porque as palavras acima não foram bem observadas. Só mudaremos definitivamente nossas atitudes quando morrermos para nós mesmos, para o mundo e para Satanás. Decida ser a favor da Palavra e não relute. Pelo contrário, decida morrer para seus direitos e autojustiça. Submeta-se ao Senhor. Acredite: morrer é a única saída para viver! A ressurreição vem depois da morte, então, decida morrer diariamente, para que Cristo viva cada vez mais plenamente em você.

Oração: Meu Senhor, já estou crucificado com Cristo. Não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim. Diante da verdade das Escrituras, não aceito mais ser controlado por meu ego. Faço-o morrer agora, em nome de Jesus Cristo, que morreu para que hoje eu fosse livre. Amém!

Vença o julgamento, vivendo reavaliação

Reavaliar, reconsiderar e rever. Essas são ações indispensáveis à vida, pelo menos para aqueles que desejam estar cada vez mais no centro da vontade de Deus. Na verdade, não existe crescimento e avanço sem a prática da reavaliação diária. Não pense que reavaliar é uma prática reservada ao final da vida, quando temos certeza de que estamos prestes a partir. Precisamos reavaliar nossa vida completa e constantemente, enquanto servos, discípulos, profissionais, pais, filhos, amigos e líderes; como homens e mulheres que desejam melhorar a cada dia, evitando cometer antigos erros. Como cristãos, o ato de reavaliar não significa simplesmente ponderar entre o bom e o ótimo, entre o regular e ruim. Não se trata de identificar problemas e propor soluções. É uma tarefa espiritual que envolve a busca por discernimento, bom senso, sabedoria, meditação e avaliação de nossa vida frente à vida de Cristo e Sua Palavra. Antes de um exercício mental, reavaliar a si mesmo é uma prática devocional. Você tem o hábito de avaliar sua vida? Tem verificado aonde tem chegado com suas escolhas e caminhos percorridos até aqui? O que, em sua vida, poderia estar diferente, se você se avaliasse melhor? O seu coração é um lugar onde apenas você e Deus podem entrar. Por isso, a responsabilidade de parar e avaliar sua vida é inteiramente sua. A prática da reavaliação é coisa para “gente grande”, para aqueles que creem na prática da humildade e da simplicidade, que acreditam que todos nós estamos no Caminho, buscando o aperfeiçoamento contínuo. Se você não se relembrar continuamente da visão de Deus para sua vida e não alimentá-la com uma verdadeira insatisfação santa, irá perdê-la. Reavaliar é permitir que a sabedoria divina, que habita em nós, nos conduza ao centro da vontade de Deus!

Oração: Senhor, ajude-me a reavaliar com cuidado a minha vida, sob a Sua Palavra e com a direção do Seu Espírito Santo. Não permita que meu orgulho, minha negação e minhas defesas pessoais sejam barreiras que me impeçam de reavaliar diariamente minha vida e, assim, encontrar o melhor do Senhor para mim e para todos que estão ao meu redor. Amém!

6 Aspectos da Humildade

Se a humildade não é uma conformidade submissa ao relativismo e não é um ceticismo presunçoso, o que é? Isto é importante, já que a Bíblia diz, "Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes" (1 Pedro 5:5), e "Porquanto, qualquer que a si mesmo se exaltar será humilhado, e aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado." (Lucas 14:11). Deus nos disse ao menos seis coisas sobre a humildade.

1. Humildade começa com um senso de subordinação a Deus em Cristo.

Não é o discípulo mais do que o mestre, nem é o servo mais do que o seu senhor.. (Mateus 10:24)

Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus. (1 Pedro 5:6)


2. Humildade não sente direito de ter um melhor tratamento do que Jesus teve.

Se chamaram Belzebu ao pai de família, quanto mais aos seus domésticos? (Mateus 10:25)


Portanto humildade não dá a ninguém mal por mal. Não é uma vida baseada nos direitos percebidos pelas circunstâncias da vida.

também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas; ... quando padecia, não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente. (1 Pedro 2:21-23)


3. Humildade afirma a verdade não para apoiar o ego com controle ou triunfos em disputas, mas como serviço a Cristo e amor ao adversário.

[amor] não folga com a injustiça, mas folga com a verdade. (1 Coríntios 13:6)

O que vos [Cristo] digo em trevas, dizei-o em luz. . . . não temais.. (Mateus 10:27-28)

Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos, por amor de Jesus.. (2 Coríntios 4:5)


4. Humildade sabe que é dependente da graça para todo o conhecimento e fé.

Porque quem te diferença? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias como se não o houveras recebido? (1 Coríntios 4:7)

recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar a vossa alma. (Tiago 1:21)


5. Humildade sabe que é falível, e então considera críticas e aprende com estas; mas também sabe que Deus proveu a convicção humana e que ele nos chama a persuadir outros.

Porque, agora, vemos por espelho em enigma; mas, então, veremos face a face; agora, conheço em parte, mas, então, conhecerei como também sou conhecido. (1 Coríntios 13:12)

o que dá ouvidos ao conselho é sábio. (Provérbios 12:15)

Assim que, sabendo o temor que se deve ao Senhor, persuadimos os homens.(2 Coríntios 5:11)


6. Humildade é crer de coração e confessar com os lábios que nossa vida é como um vapor, e que Deus decide quando nós morremos, e que Deus governa todos os nossos empreendimentos.

Eia, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos. 14 Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco e depois se desvanece. 15 Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo. 16 Mas, agora, vos gloriais em vossas presunções; toda glória tal como esta é maligna. (Tiago 4:13-16)


terça-feira, 21 de março de 2017

Vença o pecado do julgamento


Todos nós apreciamos uma pessoa que não julga os outros. Contudo, geralmente não estamos dispostos a pagar o preço de nos tornarmos uma delas. Não pense que não julgar será algo fácil ou automático. Precisamos entender que nossa língua é realmente traiçoeira e pode nos colocar em verdadeiros apuros. A verdade é que somente Deus pode julgar uma pessoa. Por quê? Pelo simples fato de que somente Ele conhece o interior, as intenções e as motivações de alguém. Nosso conhecimento será sempre parcial e, não raro, tendencioso. Por isso, julgar é, também, muito fácil. Trata-se de primeiro puxar o gatilho para atacar e, só depois, fazer perguntas. O caminho mais difícil, por outro lado, será sempre o de procurar se colocar no lugar da pessoa e ajudá-la. Este, entretanto, é o nosso caminho como cristãos. Entenda que não julgar é diferente de ser conivente com o pecado. Podemos ver que alguém próximo está vivendo em pecado por meio de sua nítida e real situação degradante de vida. Ainda assim, isso não nos dá o direito de não amá-lo ou de não nos aproximarmos para ajudar. Não podemos julgar, condenar e nos afastar. Ser cristão é sentir com o coração do outro, colocando-se não acima dele, mas ao seu lado. Quando se deparar com alguém que necessita de misericórdia, perdão e graça, ao invés de julgar, talvez seja mais prudente oferecer ajuda e apoio. Os defeitos são parte integrante das pessoas! Julgar é tirar os olhos de nós mesmos e negar aquilo que realmente somos e os erros que também carregamos. Quando perceber que está julgando alguém, tente inverter a situação. Transforme esse julgamento em uma disponibilidade imediata de prestar um auxílio, dentro de suas possibilidades.

Talvez você possa oferecer uma conversa esclarecedora, amparo ou sugestão que ajude essa pessoa a retornar ao caminho certo. Seja simplesmente um bom ouvinte. Por vezes, é somente disso que muitos precisam. Comece a viver essa atitude em família, na escola, no trabalho, na igreja e na sociedade. Quem não perde tempo em julgar não perderá anos de vida com ressentimentos. Alivie o seu fardo. Não condene, ame! Comprometa-se a, a partir de hoje, não desperdiçar seu tempo com julgamentos. Como está escrito: Guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade (Salmo 34.13).

segunda-feira, 20 de março de 2017

A Estupenda Realidade de Estar "em Cristo Jesus"

Estar "em Cristo Jesus" é uma estupenda realidade. É de tirar o fôlego o que significa estar em Cristo. Unidos a Cristo. Vinculados a Cristo. Se vocês estão "em Cristo" ouça o que isto significa para você:

Em Cristo Jesus você recebeu graça antes do mundo ter sido criado. 2 Timóteo 1:9, "e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos dos séculos"

Em Cristo Jesus você foi escolhido antes da criação. Efésios 1:4, "Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo."

Em Cristo Jesus você é amado por Deus com um amor inseparável. Romanos 8:38–39, "Porque estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor!"

Em Cristo Jesus você foi redimido e perdoado de todos os seus pecados. Efésios 1:7 "Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas."

Em Cristo Jesus você é justificado diante de Deus e a justiça de Deus em Cristo é imputada a você. 2 Coríntios 5:21, "Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus."

Em Cristo Jesus você se tornou uma nova criação e um filho de Deus. 2 Conríntios 5:17, "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." Gálatas 3:26, "Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus."

Em Cristo Jesus você foi assentado nos lugares celestiais mesmo enquanto ele viveu na terra. Efésios 2:6 "e nos ressuscitou juntamente com ele, e nos fez assentar nos lugares celestiais,em Cristo Jesus ."

Em Cristo Jesus todas as promessas de Deus são Sim para você. 2 Coríntios 1:20, "Porque todas quantas promessas há de Deus são nele sim."

Em Cristo Jesus você está sendo santificado e feito santo. 1 Coríntios 1:2, "à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus."

Em Cristo Jesus tudo o que você realmente necessitia será suprido. Filipenses 4:19, "O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus."

Em Cristo Jesus a paz de Deus guardará o seu coração e sua mente. Filipenses 4:7, " E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus."

Em Cristo Jesus você tem vida eterna. Romanos 6:23, "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor."

E em Cristo Jesus você será ressucitado dos mortos na vinda do Senhor. 1 Coríntios 15:22, "Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificadosem Cristo."

Como nós podemos vir a estar em Cristo?

No nível inconsciente e decisivo é a obra soberana de Deus: "Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção." (1 Coríntios 1:30)

Mas no nível consciente da nossa própria ação, é pela fé. Cristo habita em nossos corações "pela fé." (Efésios 3:17) A vida que vivemos em união com sua morte e vida nós vivemos "na fé do Filho de Deus." (Gálatas 2:20) Nós estamos unidos em sua morte e ressurreição "pela fé." (Colossenses 2:12)

Está é uma verdade maravilhosa. União com Cristo é o solo da alegria permanente, eterna, e é gratuita.